TERAPEUTAS
André Gandur
Marilene Coelho

 
 
   
 

Primavera é um novo começo, é a época do ano para “levantar-se cedo com sol” e “caminhar a passos largos” que, como diz Nei Jing (1º Clássico de MTC com mais de 4 mil anos), são atividades Yang, refletindo a natureza ascendente e ativa da Primavera da qual surge o movimento Madeira. Este é o novo estágio Yang do ciclo das energias. A fase Madeira é expansiva, alegre explosiva. Está associada ao vigor, à procriação, à juventude, ao crescimento e ao desenvolvimento.

Ao elemento Madeiratemos os órgãos Fígado e Vesícula Biliar associados, bem como a cor verde, sabor ácido e emoção irritabilidade.

Com a chegada desta nova estação, entramos também na época das alergias. “木火刑金” – significa, na MTC, que o Fogo alimentado pela Madeira pode atacar o Metal cujo órgão que está associado é o Pulmão, ficando desta forma enfraquecido e mais apto a alergias e problemas respiratórios, ao controlar a elevada energia do Fígado evitamos o ataque do sistema respiratório.

De facto, para a Medicina Tradicional Chinesa, o fígado desempenha um papel fundamental – encontra-se estreitamente ligado com a vesícula biliar (responsável pela postura e pelas decisões), com os olhos (sentido da visão), ombros, joelhos e tendões (flexibilidade), unhas seios e todo o aparelho reprodutor feminino, sendo o órgão mais importante para a mulher, assim como o rim é para o homem. É o fígado que comanda o fluxo do Qi (energia) e Sangue por todo o corpo e qualquer desequilíbrio neste órgão terá fortes consequências.

Os problemas ligados ao fígado podem resultar de duas situações:
Bloqueio/estagnação do fluxo do Qi e Sangue do fígado que tem frequentemente uma influência negativa a nível emocional. Como é o órgão que atua sobre o equilíbrio emocional, é o seu livre fluxo que irá influenciar a nossa capacidade de resposta aos desafios, aos estímulos afetivos e emocionais de forma contínua. Por outro lado um bloqueio da sua energia e sangue pode manifestar-se através de sintomas como a tensão muscular, dores menstruais.

Excesso de energia do fígado que ascende à cabeça (sentimentos de raiva, enxaquecas, olhos vermelhos com ardor e lacrimação, vertigens).

O equilíbrio do Qi do fígado é, por isso, essencial e premente para o nosso bem-estar e equilíbrio emocional.

Dependendo dos problemas relacionados com o Qi do fígado, a Medicina Tradicional Chinesa apresenta várias opções terapêuticas, totalmente eficazes, que nos ajudam a restituir o equilíbrio do fluxo energético e, consequentemente, o equilíbrio emocional.


Fonte:http://ctcportugal.com



O ELEMENTO MADEIRA

A Madeira representa, na MTC, o órgão Fígado e a víscera Vesícula Biliar.

- Fígado:

Suas principais funções são a de controlar os sentimentos, regular a digestão, regular a Via das Águas, conter o sangue nos vasos e promover o fluxo livre do Qi.

O Fígado tem dois movimentos: o movimento expansivo representado pelo Fígado Yang, a atividade; e o movimento de espera e recolhimento representado pelo Fígado Yin.

Portanto, o equilíbrio nasce da alternância entre o movimento e o recolhimento. Assim, a Madeira imprime o ritmo biológico e psicológico de cada um.

Assegurar o livre fluxo do Qi é garantir a saúde e o movimento vital, pois ele permite o relaxamento, a expansão e a descarga de energia. Quando há acúmulo de Qi sem possibilidade de descarga, a energia implode e volta-se para dentro contra a própria pessoa.

O Fígado é o responsável pelo armazenamento do Sangue. Nos momentos de descanso, durante o sono, a circulação é lenta e o Sangue é armazenado. Durante atividades físicas rigorosas, o Fígado libera o Sangue. Com relação à menstruação, quando o Fígado está em equilíbrio, o fluxo menstual é regular, sem coágulos e sem hemorragias consideráveis.

Aspecto psíquico da Madeira: o Fígado abriga o Hun (Alma ou Alma Etérea), que é um mediador entre a realidade interna e a externa. É responsável pelo relacionamento do indivíduo com o mundo e por sua capacidade de projetar seus pensamentos para fora. Hun, como o grande general, é capaz de prever, ver antes que se realize. É por isso que está ligado às premonições e aos sonhos, pois o Hun percebe o movimento energético, antes que este apareça no meio ambiente. Hun confere a capacidade de planejar, traçar objetivos e metas na vida. O indivíduo que se sente perdido ou sem rumo tem o Hun solto, desprendido do corpo. Por outro lado, quem tem boa capacidade de planejamento e consegue dar sentido à sua vida tem o Hun enraizado.

O Fígado abre-se nos olhos. Nos olhos se encontram juntas as funções do ver (sentido físico) e do enxergar (sentido psíquico).

Ou seja, a pessoa pode ter olhos fisiologicamente funcionais, mas não enxergar os aspectos emocionais de uma determinada situação. Para poder ver e enxergar, o Fígado deve estar equilibrado, assim como as emoções que ele regula.

- Vesícula Biliar:

É uma víscera extraordinária pelos seguintes motivos: tem uma função importante no plano mental (é responsável por escolhas e tomadas de decisões); não recebe alimentos ou líquidos, diferentemente das outras vísceras (bexiga, intestinos e estômago); e acumula e excreta a bile.

Na MTC, a força de vontade (Zhi) vem do elemento Água (Rins), mas quem usa a força de vontade de modo a concluir a ação é a Vesícula Biliar. Esta é responsável pelas escolhas, pela coragem e pelo impulso.

- Emoção: raiva. A raiva é uma emoção que se move para fora, que possibilita demarcar território e avançar em direção a um objetivo. Quando a raiva se volta para dentro e não é expressa ou quando ela é excessiva e descontrolada, torna-se um fator de adoecimento.

 

Fonte: livro "Psique e Medicina Tradicional Chinesa". Editora Roca, 2004.



 
UTILIZE NOSSOS CANAIS DIGITAIS
Tel: (21) 97445-8205