TERAPEUTAS
André Gandur
Marilene Coelho

 
 
 





 
 

Alergias e Medicina Chinesa

No tratamento da alergia, a Medicina Chinesa procura a eliminação permanente da doença e não apenas atenuar os sintomas.

De acordo com a Medicina Chinesa, vários fatores patogênicos estão envolvidos nos casos de alergia, sendo o mais determinante o fator “vento frio” no meridiano do pulmão. O frio posteriormente transforma-se em calor provocando estagnação do chi, do sangue e mucosidade.

Por vezes o excesso de mucosidade é provocado por vazio de chi no baço.

A estratégia da Medicina Chinesa para o tratamento das alergias passa por, para além da eliminação dos sintomas, tratar o chi do pulmão, repelindo o “vento” e fortalecendo o sistema defensivo do corpo.

Antes de iniciar o tratamento da alergia o Especialista em Medicina Chinesa efetua um rigoroso diagnóstico energético utilizando técnicas específicas que passam pela interpretação de sintomas, de aparências e de sinais sutis do corpo.

Alguns indicadores são obtidos a partir da observação da língua, face, olhos, pulso e também do corpo.

Nos pacientes com alergias, normalmente são identificadas deficiências no chi do pulmão e do baço.

O chi do pulmão é responsável pelo funcionamento do sistema respiratório, enquanto que o do baço controla o transporte de líquidos no organismo, entre os quais, o muco que se pode alojar nos pulmões.

Com a identificação da origem e tipo de desequilíbrio, o Especialista em Medicina Chinesa estabelece o programa terapêutico adequado e inicia, na mesma sessão, o tratamento da alergia.
No tratamento da alergia com a Medicina Chinesa, o terapeuta faz uso de um conjunto abrangente de disciplinas, garantindo a complementaridade do processo, sendo os métodos mais utilizados a fitoterapia, a dietética e a acupuntura. Existem produtos de fitoterapia que visam fortalecer o chi do pulmão ou do baço para impedir a formação excessiva de muco..

A dietética tem um papel determinante no tratamento das alergias, sobretudo nas alergias sazonais. Devem ser evitados doces, laticínios, iogurtes e alimentos frios que contribuem para a formação de muco nos pulmões. As sopas, verduras e grãos cozidos facilitam a digestão, prevenindo a formação de muco.

A acupuntura desempenha também um papel relevante no tratamento das alergias, existindo técnicas e protocolos quer para o alivio imediato, quer para a eliminação da condição alérgica.

Existem técnicas de acupunctura muito recentes como a NAET (Nambudripad'sAllergyEliminationTechnique) em que o paciente está exposto á substância causadora da alergia em simultâneo com o tratamento de acupuntura.

No tratamento da alergia, o número de sessões é variável, dependendo da gravidade dos sintomas e da resposta do organismo ao programa terapêutico estabelecido.

Apesar de o enfoque ser a erradicação definitiva da alergia, na maior parte dos casos, regista-se diminuição dos sintomas logo após a primeira consulta.

Vantagens da Medicina Chinesa no tratamento das alergias.

  • Sem químicos.
  • Sem efeitos secundários
  • Efeitos permanentes

MECANISMO DE AÇÃO DA ACUPUNTURA 

As fibras A-delta, ou do grupo III, e as fibras C ou do grupo IV, são os principais tipos de fibras relacionadas com a condução do estímulo da agulha de acupuntura. Estudos realizados em coelhos e gatos, nos quais foi feita anestesia com novocaína de pontos de acupuntura, evidenciaram que as fibras A-delta são dominantes ao mediar a acupuntura, seguidas pelas fibras C e, em menor proporção, pelas fibras do grupo II ou A-gama.

O potencial elétrico das agulhas de acupuntura constitui estímulo que age sobre as terminações nervosas livres existentes nesses pontos, alterando o potencial da membrana celular, desencadeando o potencial de ação e a condução de estímulo nervoso.

Os efeitos da agulha de acupuntura dependem da profundidade de sua inserção, pois os tipos de receptores nervosos são distribuídos de modo diferente, de acordo com os planos da estratigrafia. A inserção superficial atingirá, predominantemente, os receptores nervosos associados às fibras A-delta, que fazem a mediação para as dores agudas e a termocepção, enquanto a inserção profunda estimulará as fibras nervosas do fuso muscular e as fibras A-delta e C, que estão localizadas mais profundamente e devem ser utilizadas nas doenças de instalação mais consolidada ou “doenças profundas”.

A inserção das agulhas de acupuntura determina três efeitos locais: elétrico por ação mecânica a agulha lesa os tecidos, neuroquímico libera substâncias e misto, correspondendo a uma associação dos dois primeiros.
A inserção e a manipulação da agulha de acupuntura causam lesões celulares que provocam, no nível local, o aparecimento de substâncias bioquímicas, como a substância P, e transformação do ácido araquidônico em leucotrienos, em tromboxano dos tipos A, B e prostaglandinas PGE, PGD. Essas substâncias algógenas estimulam os quimiorreceptores, e a substância P, em especial, sendo um neurotransmissor, ativa os mastócitos a liberarem histamina, estimulando as fibras C e promovendo vasodilatação no nível capilar.

Além da histamina, são liberados bradicinina, serotonina, íons potássio e prostaglandina, que também estimularão os quimiorreceptores, diminuindo o limiar de excitação. O potencial de ação da membrana, desencadeado pela inserção de uma agulha de acupuntura metálica, em última análise, deve-se a um efeito elétrico peculiar à agulha associado à ação das substâncias liberadas pela lesão traumática celular local.
Após a aplicação de acupuntura, dependendo da maneira como se faz o estímulo, da profundidade e também do ângulo de inserção da agulha e do sentido de sua ponta, é possível direcionar o estímulo para uma ou outra dessas vias nervosas descritas. A medicina tradicional chinesa tem o importante mérito de haver conseguido identificar onde e como fazer estimulações na parte somática para obter resultados específicos sobre os órgãos internos e as várias estruturas do corpo humano.

Os estímulos da acupuntura são conduzidos, em grande parte, por meio dos tratos espinotalâmicos, e sua modalidade de ação depende do tipo de fibras nervosas estimuladas. As fibras A-delta projetam seus estímulos, principalmente pelo trato neoespinotalâmico, fazem a mediação da dor aguda, têm velocidade de condução mais rápida e estão, predominantemente, ligadas aos mecanismos de defesa e fuga, enquanto as fibras C projetam seus estímulos, principalmente pelo trato paleoespinotalâmico, conduzem mais lentamente e estão associadas, entre outros, à dor crônica e aos estímulos viscerais.

Na projeção dos estímulos da medula espinal até o encéfalo, as vias nervosas fazem conexões com várias partes do sistema nervoso central, de modo que por meio dessas vias a acupuntura pode estimular ou inibir estruturas como formação reticular, hipotálamo, sistema límbico e áreas corticais. Portanto, uma inserção de agulha na parte somática pode interagir no sistema nervoso central, constituindo uma modalidade de tratamento para afecções desse setor, como é o caso, por exemplo, de alterações emocionais do tipo ansiedade, tensão, medo e pânico, que respondem bem ao tratamento pela acupuntura.

Por outro lado, os efeitos analgésicos da acupuntura são hoje concebidos a partir de pesquisas científicas, como um processo de excitação que libera endorfinas em resposta a estímulos intensos e vigorosos sobre a agulha inserida nos pontos de acupuntura. Essas condições atuam preferencialmente sobre as fibras A-delta, relacionadas a esses pontos. Experimentalmente, foi determinado que estímulos com frequência em torno de 100 Hz promovem efeito de analgesia; se a frequência é em torno de 300 Hz, o efeito de analgesia é mais profundo. Esse comportamento deve-se ao fato de que estímulos nessas diferentes frequências induzem à liberação de substâncias opioides específicas, tanto na substância gelatinosa, como no núcleo magno da rafe.


De modo que as inter-relações de pele/músculos com os órgãos internos, por meio do sistema nervoso, constituem mecanismo totalmente integrado, permitindo que a agulha de acupuntura, inserida em qualquer parte do corpo humano, excite terminações nervosas e gere um potencial de ação no sistema nervoso periférico somático. Dessa forma, induzirá um efeito tanto sistêmico como regional, mas, dependendo da localização do ponto de acupuntura, ou seja, dependendo do tipo de fibras nervosas que estimula, pode tanto ter efeitos maisespecíficos sobre um único setor com efeitos mais genéricos.

Assim, os estímulos intensos com alta frequência atuam, predominantemente, sobre as fibras A-delta e têm efeito analgésico, provavelmente em nível suprassegmentar, ao passo que os pontos de acupuntura que se relacionam mais com as fibras C, por exemplo, os pontos Ting ou o VG (Renzhong) têm efeito mais marcante sobre o sistema nervoso autônomo. A ação da acupuntura sobre a parte emocional do indivíduo é feita por meio da formação reticular e do sistema límbico, os quais manifestam, também, respostas no sistema autônomo e no eixo hipotálamo — hipófise, promovendo a homeostase neuroendócrina.



Fonte: Colunista Portal - Dia A Dia E Estética

 



   

 

Tendinite e Medicina Chinesa


Na Medicina Chinesa a tendinite é tratada como uma obstrução do fluxo de energia em determinados canais, dificultando a movimentação do Chi (energia) e do Xue.(sangue) na zona afectada.

A deficiente circulação de energia provoca uma estagnação, a qual induz um deficit de nutrientes nos tendões, fraqueza e debilidade nos movimentos de contracção e relaxamento, impedindo a recuperação muscular.

Tratamento da Tendinite

O tratamento da tendinite com a Medicina Chinesa começa pela identificação rigorosa da zona obstruída e do meridiano energético afectado.

Após a localização, são aplicados os instrumentos de Medicina Chinesa adequados à gravidade e especificidade do caso, sendo os mais utilizados a acupunctura, moxabustão e a fitoterapia.

No tratamento da tendinite a Medicina Chinesa tonifica o xue (sangue) do fígado, retira a estagnação de energia e por vezes estabelece exercícios com movimentos opostos aos que estiveram na origem da tendinite.

A Medicina Chinesa não é, na maior parte dos casos, a primeira opção de muitos pacientes com tendinites os quais utilizam analgésicos em lugar de um processo terapêutico que elimine as de facto as causas da tendinite

O sucesso clínico no tratamento da tendinite é atingido tanto mais rapidamente, quanto mais cedo for iniciado o processo com a Medicina Chinesa.



 

ACUPUNTURA É ALTERNATIVA PARA PESSOAS COM ASMA


A asma é uma doença inflamatória crônica que ataca o sistema respiratório. Entre os problemas de respiração, ela é um dos que causam maior desconforto nas pessoas que sofrem deste mal. As formas de tratamentos comuns são o uso de medicamentos, recomendações de cuidados com o ambiente e técnicas fisioterapêuticas. Além disso, a acupuntura, técnica da medicina oriental, está sendo muito procurada como terapia complementar, como explica a acupunturista e professora do Instituto Brasileiro de Acupuntura e Massoterapia (IBRAM) Flaviana Pimenta.
De acordo com Pimenta, “a acupuntura age de forma eficaz em nosso corpo no tratamento de todas as formas de desordens físicas e mentais, desde uma simples ansiedade e dores pelo corpo - comuns pelo excesso de tensão acumulado em nossa rotina diária - até os problemas crônicos do aparelho respiratório”. No caso da asma, além do equilíbrio energético geral de todos os sistemas, também são selecionados pontos específicos para a parte respiratória e aumento da imunidade.

“Um dos principais objetivos da acupuntura é devolver qualidade de vida aos pacientes, por isso trata o indivíduo como um todo, assistindo-o individualmente após uma detalhada avaliação composta por questionamentos, pulsologia e observação da língua”, finaliza a professora do IBRAM.




Fonte: Instituto Brasileiro de Acupuntura

 

Acupuntura contra a tensão na mandíbula


Uma das formas de minimizar esse transtorno que causa dores no maxilar e na cabeça é recorrer a uma placa acoplada aos dentes durante anoite a fim de diminuir a tensão local. "Só que esse dispositivo de uso diário costuma causar desconforto e atrapalhar o sono", conta o professor Rodrigo Galo, da Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Com isso em mente, o especialista decidiu testar se a acupuntura poderia ser uma alternativa ao tratamento noturno convencional. Ele dividiu 25 pacientes em duas turmas: a primeira recebeu dez sessões semanais de agulhadas e a segunda continuou com a placa.


No final, Galo notou que a acupuntura teve um efeito muito semelhante ao da placa, com a vantagem de proporcionar um sono melhor e mais qualidade de vida. "Além de aliviar a dor, a técnica se vale de pontos que reduzem o estresse e a ansiedade, condições que agravam a DTM", explica.

Até Nos Pequenos
Em outra pesquisa, o dentista Rodrigo Galo avaliou o potencial da acupuntura em crianças com DTM- quando elas tinham medo das agulhas, optou-se pela aplicação de um laser especial sobre os pontos. "as crianças também respondem bem ao método", garante.


Fonte: Revista Saúde

 

A Acupuntura no Tratamento de Asma em Crianças e Adultos


A asma é uma manifestação clínica frequente em crianças ou mesmo em adultos. Na concepção da Medicina Tradicional Chinesa, deve-se aos acometimentos dos órgãos internos que afetam os pulmões. Emoções como raiva, revolta e tensão manifestadas ou sentidas pela mãe durante a gravidez podem afetar o Gan (Fígado) ou o Shen (Rins) e estes acometem o pulmão, provocando falta de ar, dificuldade de respirar (dispneia) e presença de sibilos. O mau funcionamento energético desses órgãos internos desencadeia contração dos músculos do pulmão e, também, o aparecimento da histamina, que promo-
ve a reação alérgica


A Acupuntura, ao corrigir os distúrbios energéticos desses órgãos internos, pode diminuir ou regularizar as contrações musculares e a quantidade excessiva de histamina, daí melhorando ou mesmo curando a asma. Estudos experimentais vieram a comprovar o efeito da Acupuntura na asma

  1. Carneiro ER, Menezes AA,Yamamura Y, Novo NF, Silva RE. Efeito da acupuntura no tratamento da asma brônquica em crianças, em relação a crise de asma, valores espirométricos e infecções de repetição. Rev Paul Acupunt.1998 4:29-34.

  2. Scott J. Acupuntura no Tratamento da Criança. São Paulo,Roca,1997.

  3. Carneiro ER, Menezes AA, Yamamura Y, Novo NF, Silva RE. Efeito da acupuntura no tratamento da asma brônquica em crianças, em relação à qualidade de vida. Rev Paul Acupunt. 1997 3:63-66.

  4. Nguyen VN, Tran VD, Nguyen-Recours C. Arte e prática de acupuntura e moxabustão( ZhenJiu Da Cheng de Yang Chi Chou). São Paulo, Roca,2003.

  5. Silva CG. Emoções maternas em crianças com broncoespasmo. (Apresentado na III Jornada de Mobilização de QiMental;2004;São Paulo).

  6. Carneiro ER, Carneiro CR, De Castro MA, Yamamura Y, Flor Silveira VL. Effect of electroacupunture on bronchial asthma induced by ovalbumin in rats. J Altern Complement Med. 2005 11(1):127-34.

.Fonte: Entendendo Medicina Chinesa Acupuntura, Yamamura Y – Center AO -2006.

 


Uso da Acupuntura e Eletroacupuntura no Tratamento da Lombalgia
Artigo por Pablo Hernán Di Berardino

A lombalgia é uma das queixas dolorosas mais frequentes na prática clínica e constitui uma das maiores causas de afastamento do trabalho (LORENZETTI et al, 2006). Os mesmos autores relataram que é a denominação que se dá a todas as categorias de dor, com ou sem rigidez, que se localizam na região inferior do dorso entre o último arco costal e a prega glútea, a dor lombar representa 30% das queixas reumáticas e a degeneração discal, especialmente nos dois últimos discos (L4 e L5 - L5 e S1), é a causa mais frequente da lombalgia.Geralmente a dor lombar decorre de um conjunto de causas que envolvem fatores sócio-demográficos (idade, sexo, estado civil, escolaridade, renda mensal),comportamentais (sedentarismo, tabagismo), atividades ocupacionais que vão desde as que envolvem exposição a estímulos vibratórios prolongados, trabalhos bra-

çais pesados, ausência de condições ergonômicas adequadas, padrão postural vicioso, movimentos repetitivos e até a insatisfação no trabalho (LORENZETTI et al, 2006).

A acupuntura é o conjunto de conhecimentos científicos e práticos da Medicina Tradicional Chinesa (MTC), que visa à terapia e à cura das doenças através da aplicação de agulhas e de moxas, além de outras técnicas como: ventosa, sangria, craneopuntura e acupressão (YAMAMURA, 2001).

Segundo Yamamura (2001), os pontos de acupuntura funcionam como meio de comunicação entre o exterior e o interior do nosso corpo, com isso esses pontos estão sujeitos diretamente a influências das energias transmitindo-as para os canais de energia principais conduzindo aos Zang Fu (órgãos e vísceras) e destes para os tecidos. O QiPré Celestial de cada pessoa é formado pela união da Essência (Jing) do Rim (Shen dos pais), e a constituição dessa essência dependerá da força e da qualidade do Jing dos pais, de forma geral e na época da concepção. Com isso o Jing pode ser fraco pela constituição, pode ficar esgotados por doenças, geradas por excesso de trabalho, excesso de exercícios físicos, sexos em demasia, parto, estresse emocional, falta de sono e idade avançada.

Para Yamamura (2001), a MTC considera a região lombar, assim como toda a coluna vertebral dependente do Shen e Qi, e quando existe uma deficiência do Qi surge à condição básica para que haja as alterações energéticas, funcionais e orgânicas na região. Na concepção da MTC, a identificação de alguns fatores é considerada importante na prevenção da dor lombar. As causas mais significativas para o seu aparecimento são: trabalho excessivo; atividade sexual excessiva; parto e gravidez; invasão externa de frio, vento e umidade do exterior; exercício físico inadequado (exercitarem-se fora de suas condições); exercícios fora dos grupos musculares que suportam a coluna, atividades que colocam a coluna (sob estresse excessivo, postura inadequada para realização dos exercícios); deficiência congênita dos rins e traumatismo.

Com o avanço dos recursos tecnológicos, associam-se a esta técnica tão antiga estímulos elétricos, as agulhas em pontos de acupuntura (acupontos) na composição denominada eletroacupuntura. A justificativa é que somados os estímulos da agulha e a eletricidade, há um maior efeito analgésico mediado por opioides endógenos (VALDES, 2001). Então outros trabalhos vem sendo feitos sobre o assunto relatando a eficácia clinica da eletroacupuntura (TIENYOU, 2000; YIN 2000; CUI 2004; YANG et al , 2002).

Fonte: portaleducacao.com.br

 

 

Auriculoterapia e seus Benefícios

Auriculoterapia é uma técnica oriental de tratamento que se baseia nos princípios da medicina tradicional chinesa (MTC). Segundo esses conceitos, o pavilhão auricular possui um microssistema, no qual apresenta todo o corpo humano em pontos específicos da orelha. A rica inervação desta região conecta-o ao Sistema Nervoso Central e faz com que estímulos na orelha resultem em reações nos órgãos e sistemas do corpo. Além disso, seis canais de energia passam pelo pavilhão auricular, portanto, o

estímulo desses canais é refletido nos órgãos e sistemas a que se relaciona.

A auriculoterapia pode auxiliar o tratamento deinúmeros problemas de caráter emocional  (insônia, depressão, ansiedade) e também físicos como dores em geral, problemas no sistema digestório, respiratório , muscular , cardiovascular.Ajuda nos tratamentos de emagrecimento,ajuda a eliminar o vício do tabaco;harmoniza a energia do organismo e restabelece o circuito energético nos meridianos = Saúde.

 Fonte:dicasterapeuticas.blogspot.com.br

 

 

Acupuntura ajuda tratar depressão
Medicina alternativa é opção para tratamentos emocionais e tem apresentado resultados satisfatórios

Hoje em dia é praticamente impossível não sofrer de algum problema de saúde ou de distúrbios emocionais como ansiedade, pânico, estresse, enxaqueca, hipertensão, irritabilidade ou insônia. A falta de tempo, o excesso de informação e o ritmo acelerado de trabalho, sem falar no trânsito carregado, fazem com que as pessoas fiquem doentes e não tenham qualidade de vida. Dentre tantos problemas, um dos que mais tem chamado atenção é o número cada vez mais crescente de pessoas com depressão. Atualmente, a depressão afeta de 5% a 15% da população mundial, o que representa algo em torno de 9 a 28 milhões de brasileiros.
Tudo começa, muitas vezes, com crises de choro constante, tristeza profunda, baixa auto-estima e pessimismo com relação à vida. Além disso, em alguns casos a pessoa sente falta de energia, a perda de interesse e prazer nas atividades cotidianas, dificuldade de conviver em ambientes sociais e até insônia.

Quando estes sintomas começam a aparecer constantemente, isso é um sinal de alerta! Você pode estar com depressão.

Esse distúrbio emocional muitas vezes acaba sendo confundido com tristeza, com a reação triste diante de uma perda concreta. Na verdade, a depressão é uma reação aparentemente inexplicável de desânimo e de tristeza, em que a pessoa se considera sem valor, que não é compreensível pelo que se passa a volta dela. Ela está tendo uma reação exagerada de tristeza em relação aos problemas reais que ela tem.
Está comprovado que acupuntura é um tratamento rápido, pois estimula a produção dos hormônios da alegria (adrenalina), da dor (endorfina), do sono (melatonina), além de outros, que vai depender da idade e do sexo, causando bem-estar, melhora imediata do sono, disposição, ou seja, a pessoa volta a ter a mesma rotina.

A acupuntura é uma técnica baseada em métodos da medicina tradicional chinesa, que surgiu há cerca de 5.000 a.C. Além de visar o equilíbrio, pode ajudar a solucionar diversos problemas de saúde e emocionais. O tratamento se dá na inserção de agulhas de aço inox descartáveis nos meridianos do corpo. O principal objetivo da técnica é tratar o ser humano como um todo. Como conseqüência existe uma melhora significativa nos problemas que o indivíduo possui.

Os pontos são escolhidos a partir de uma avaliação detalhada para conhecer o histórico e evolução da doença e, assim, determinar o melhor tratamento, tempo e pontos a serem escolhidos. O pulso do paciente informa sobre o estado energético dos meridianos principais do corpo, evidenciando bloqueios ou deficiências. Além disso, a avaliação da língua (cor, forma e saburra), por exemplo, possibilita identificar a condição energética (Yin e Yang), dos órgãos e das vísceras.
Cada sessão dura em torno de 30 minutos e é recomendada uma por semana durante três meses. Após este período é feita a reavaliação para estabelecer em que periodicidade se fará o controle. A acupuntura tem se mostrado muito eficiente para tratar distúrbios como insônia, ansiedade, falta de libido, dores, e até doenças mais complexas como síndrome do pânico, Mal de Alzheimer, entre outros.

Aparecida Enomoto, graduada em Medicina Tradicional Chinesa, com especialização em Acupuntura pela Universidade de Medicina Tradicional de Beijing e em fisioterapia, com especialização em UTI Respiratória no Brasil, afirma que a acupuntura é uma excelente forma de relaxar, pois dispersa a ansiedade e as tensões, através do equilíbrio de Yin e Yang, aumentando os hormônios da alegria e do bem estar (serotonina e endorfina) sem agredir o corpo e a mente. Vale lembrar que a acupuntura não trata a doença, e sim o doente, já que o princípio da técnica está no Sistema Nervoso Central, que tem a função de defender o corpo humano de agressões.

Muitas pessoas ainda desconhecem os benefícios da técnica ou têm preconceito. As agulhas não provocam efeitos colaterais. Mas, para evitar que as agulhas sejam colocadas em locais contraindicados, é importante procurar por um profissional qualificado, que tenha boas indicações e que conheça muito bem anatomia.

 

Fonte:http://www.progresso.com.br



 

A Acupuntura no Tratamento da Insônia

A acupuntura e demais técnicas da Medicina Tradicional Chinesa (MTC), têm sido empregadas com grande eficácia para o tratamento de insônia, sendo que diversos estudos recentes sugerem que a acupuntura pode controlar o sistema nervoso autônomo, além de estudos que demonstram que pontos específicos de acupuntura, principalmente aqueles que atuam diretamente no Coração (Xin), têm a capacidade de reduzir as atividades simpáticas.
A acupuntura é indicada para o tratamento de uma grande variedade de doenças pela Organização Mundial de Saúde e pelo National Institute of Health, incluindo a insônia.
O tratamento da insônia através da acupuntura consiste na inserção de finas agulhas, em pontos específicos, ao redor do corpo, afim de desbloquearem as energias estagnadas, eliminar os excessos e tonificar as deficiências. Sem causar efeitos colaterais, aos poucos, a pessoa resgata o equilíbrio energético do organismo e começa a perceber que demora menos tempo para dormir.

 

Voltar

 
UTILIZE NOSSOS CANAIS DIGITAIS
Tel: (21) 97445-8205